Marketing Industrial - (11) 2656-3046 - Publinet

O que é Marketing Industrial

Chame agora no whatsapp
+55 (11) 94732-6461

A Indústria Brasileira Inserida no Marketing Digital.

Marketing Industrial

Marketing Industrial

A indústria é um dos principais setores da economia brasileira, segundo a CNI (Confederação Nacional da Indústria), ela representa 22% do PIB do país.

As redes sociais são essenciais em um plano de marketing industrial, pois, boa parte dos seus potenciais clientes estão presentes nessas mídias. Isso porque grande parte do mercado consumidor está lá. Então fazemos uma pergunta pertinente: Onde seu cliente entra em contato com seu produto?

Seguindo os parâmetros da estratégia do Oceano Azul, apresentada no livro que leva o mesmo título, o “Oceano Prateado” - mercado maduro - representa um cenário parecido com o descrito na obra. Mas essa prática não está restrita somente aos gigantes do mercado. Ele pega essa confusa indústria de marketing e explica conceitos práticos e compreensíveis que qualquer um pode entender. De qualquer forma em lojas com operações nos dois canais, é preciso evoluir a cultura da empresa de modo que o ponto de venda não enxergue mais seu próprio e-commerce como concorrente.

Marketing Industrial

Hoje em dia as pessoas passam em média 3 horas nas redes sociais, consumindo e compartilhando conteúdo, segundo pesquisa da Hootsuite. Justyn Howard é o CEO da popular empresa de software de gerenciamento e análise de mídias sociais, A Sprout Social.Ele diz: ao detectar as necessidades dos clientes a empresa consegue criar ações para atingir o público da melhor forma.

Um dos benefícios que o inbound marketing e sua infinidade de ferramentas trouxe para o marketing digital foi a precisão no levantamento de dados, com métricas específicas para cada tipo de negócio, produto ou público. Dessa forma, os conteúdos precisam realmente adicionar alguma coisa positiva ao dia a dia do usuário. Segundo a Convince&Convert, 69% dos usuários marcam um e-mail como spam levando em conta somente o assunto.

A primeira coisa necessária ao iniciar um negócio é um produto. Algumas empresas utilizamuma velha técnica de vendas chamada Cold calling, é o ato de ligar para uma pessoa sem nenhum contato anterior, e tentar vender alguma coisa pra ela.

Outras utilizam Marketing digital de televisão, que é como um Golias, tão grande que é difícil deixar pra lá. Entretanto, um exemplo de como as redes sociais combinadas com umbom time de marketing podem ajudar a mudar o mundo.

Com isso, as marcas industriais integraram em sua página principal vários ícones de dispositivos como Facebook, Instagran, Whatsapp, Google Home, Amazon Alexa, alémde diversas redes sociais de uma só vez.

Marketing Industrial

Desde que as mídias sociais concentram toda a propaganda nesses dias, deve ser bastante fácil encontrar uma rádio local, e entrar num programa, ser entrevistado e fazer uma boa negociação com eles.

De acordo com levantamento da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), o mercado de alimentação saudável vem crescendo cerca de 12,3% ao ano. A pesquisa mostrou, ainda, que 80% dos brasileiros estão em busca de uma alimentação melhor e que 71% deles não se importam em pagar mais caro por esses produtos.Com essa perspectiva, a indústria alimentícia pode investir mais em marketing digital e crescer muito.

Enquanto isso, Oswaldo Nunes, presidente-executivo da Riachuelo disse ao Estadão/Broadcast: No longo e médio prazos ainda há muito espaço para que as principais varejistas de moda no País - Renner, C&A, Pernambucanas, Marisa e a própria Riachuelo - cresçam sem precisar partir para aquisições.

Realmente, desde que o Google Vídeo se tornou o Youtube, a eficiência dos anúncios de TV tem caído. O vídeo gerou mais 138.000 compartilhamentos, 324.000 ações de engajamento e mais de 17,7 milhões de visualizações.

Ao aplicar as ações de Marketing Digital para Indústrias, a tendência é que você consiga resultados ainda melhores para a sua indústria. Para uma melhor rentabilidade, o Trade Marketing começou a atuar em conjunto com outros departamentos para desenvolver a atratividade do produto em lojas de varejo.

Também, quando a indústria entra no marketing digital. oferece-se a possibilidade de antecipar tendências que é focado no consumidor, permitindo descobrir novas necessidades, produtos, serviços ou experiências recuperadas. Essas informações são agregadas e usadas para nos ajudar a fornecer informações mais úteis para nossos clientes e para entender que partes de nosso site, produtos e serviços são de mais interesse.

Nessa economia do acesso digital, somos nós que somos acessados, e nossos dados que são a propriedade retida e ofertada como leasing em uma rede que envolve empresas de marketing on-line e empresas de venda de produtos. Nós usamos esses cookies para fornecer anúncios. Esses podem ajudar, bem como aos nossos parceiros de negócio, a regular os anúncios que o cliente recebe e a mensurar sua efetividade. No Marketing 4.0, enquanto a necessidade e a efetividade de conectividade aumenta, o tempo de interação diminui.

Tudo se torna uma experiência de marketing. E a indústria brasileira está surfando nesta onda. A Era do Acesso é definida, acima de tudo, pela crescente transformação em commodity de toda a experiência humana.