Marketing Inbound/Outbound - (11) 2656-3046 - Publinet

Marketing Inbound/Outbound

Chame agora no whatsapp
+55 (11) 94732-6461

Inbound e Outbound Marketing

Marketing Inbound/Outbound Marketing Inbound/Outbound Marketing Inbound/Outbound
Inbound e Outbound são duas técnicas ligadas ao marketing de empresas. Ainda, é possível fazer a mescla dessas duas metodologias, buscando a concretização das vendas.
A principal diferença entre esses dois termos está no fato de que o Inbound Marketing está ligado diretamente ao Marketing Digital, enquanto o Outbound Marketing é mais utilizado no marketing tradicional.
Marketing Inbound/Outbound

O que é Outbound Marketing?

Basicamente, o Outbound Marketing se trata de uma estratégia de prospecção ativa, enquanto o Inbound é passivo. Os profissionais de marketing identificam, por meio do Outbound, o perfil de potenciais consumidores, fazendo uma abordagem mais direta.

O Outbound Marketing esteve (e ainda está), presente no cotidiano dos consumidores por meio de muitos canais, mesmo que em menores proporções, justamente pela chegada do Inbound Marketing. As pessoas ainda são seduzidas pelos comerciais televisivos, panfletos, jornais, revistas, e outros meios tão tradicionais.

Assim, ao invés de gerar interesse de forma aparentemente natural, essa estratégia faz com que a empresa vá até o cliente de forma ativa.

Porém, os custos de mídia são mais caros do que os que são utilizados no Inbound Marketing, e seu conteúdo não possui continuidade, ou seja, a partir do momento em que a marca decide cortar os investimentos, os anúncios deixam de ser vistos pelo público.

As pessoas costumam enxergar o Outbound Marketing como uma técnica invasiva e, por isso mesmo, ele precisou renovar suas estratégias no ambiente digital, onde é possível elaborar conteúdos criativos e direciona-los para consumidores realmente interessados em se conectar com eles. Fora do ambiente digital, a assertividade ainda depende de pesquisas de percepção de público.

O ROI (retorno sobre investimento) perceptível de forma rápida é uma das grandes vantagens do Outbound, pois os leads são coletados no momento da prospecção, facilitando um contato próximo do potencial cliente, durante o processo de venda.

O que é Inbound Marketing ?

O Inbound Marketing surge diante das mudanças de comportamento do público que começa o processo de compra por meio de pesquisas online. É pela internet que os consumidores, na maioria das vezes, sanam dúvidas sobre algum produto ou serviço e fazem comparações entre marcas.

Para atrair potenciais clientes, a equipe de marketing se atentou a esse novo cenário e começaram a produzir um conteúdo que seja relevante para os ramos que as marcas atendem. Essa conduta faz parte do fluxo de nutrição, onde o objetivo é se aproximar do cliente, ganhar a confiança e leva-lo até o fundo do funil, para que ele se torne um cliente de fato.

Diferente do Outbound Marketing, o Inbound Marketing é menos invasivo, justamente por criar uma relação de confiança entre clientes e empresa, a partir do momento em que a empresa respeita as decisões do cliente, além de informar e orientar sobre o assunto em questão.

Marketing Inbound/Outbound

Aplicação prática do Inbound e Outbound Marketing

O Inbound Marketing não é voltado somente para segmentos onde os produtos e serviços possuem um valor alto. É um pensamento muito comum, pois associa-se que o consumidor leva um tempo maior para decidir quando pensa em investir mais dinheiro em uma determinada compra

Um exemplo prático de Inbound Marketing: Uma empresa, ainda pequena, vende alimentos saudáveis e tem uma produção diária. Essa empresa pode se beneficiar desse processo de Inbound para manter uma lista de clientes fiéis que vão consumir seus produtos diariamente.

Para isso, essa empresa pode criar um blog contendo dicas de alimentação saudável e de reeducação alimentar, assim como assuntos relacionados a saúde, pois, ao fornecer um conteúdo relevante e confiável, a empresa cria um canal de atração e referência. Aqui, a maioria das pessoas ainda não consome os produtos dessa empresa, e estão, então, na fase de topo do funil.

No momento em que as pessoas leem esse conteúdo, desperta-se a necessidade de uma vida mais saudável, por meio da reeducação alimentar e, então, aumentam-se as chances de se tornarem clientes reais da empresa. Pensando nisso, para que essa conversão possa ocorrer, a empresa pode colocar botões de call to action ao final de cada conteúdo, levando as pessoas aos seus produtos.

Por meio da ferramenta ou da mídia social para onde o lead for levado, a empresa pode fazer uma abordagem, para que ele compre, realmente, os alimentos saudáveis. A seguir, um vínculo é criado por meio de ofertas de combos de refeições, mensagens no WhatsApp e outras estratégias que encantem e mantenham esse cliente.

O Outbound Marketing também pode ser aplicado em diversos segmentos, mesmo que ainda tenha um certo preconceito de que ele seja de empresas mais antigas e tradicionais.

Usando o exemplo prático para Inbound, a empresa que produz alimentos saudáveis pode se beneficiar do Outbound Marketing em ações para a captação de novos clientes. Por exemplo, a entrega de folhetos informando o cardápio ou promoções na região onde se localiza é uma boa alternativa.

No ambiente digital, o Outbound pode ser colocado através de mídias pagas, como os anúncios no Facebook e no Instagram. Para aumentar sua eficiência, a empresa pode direciona-la para um público específico.

Sendo assim, trabalhar com Inbound Marketing não exclui a possibilidade de se aplicar o Outbound Marketing, e vice-versa.

Métricas e Indicadores

Métricas são extrapolações de medidas, ou seja, conclusões baseadas em dados finitos. Já os indicadores são representações, de maneira simples ou intuitiva, de métricas ou medidas que facilitam a interpretação quando são comparados a uma referência ou alvo.

Assim, a diferença entre esses termos consiste no posicionamento de cada um diante da tomada de decisões no negócio. As métricas se relacionam a medidas brutas, ligadas ao nível operacional. Já os indicadores são medidas calculadas, e apresentadas com porcentagem, relacionando-se ao nível tático.

Exemplificando: Quando falamos em métricas, é possível indicar o tempo de permanência no site e a quantidade de visitantes únicos. Mas quando se aborda a taxa de rejeição ou a porcentagem de visitantes únicos, mostram-se os indicadores.

Porém, tanto métricas quanto indicadores servem como um suporte para que a equipe responsável pelo marketing monitore as estratégias feitas online.

No Marketing Digital

As principais métricas e indicadores gerais do Marketing Digital são:

Na audiência do site

As estatísticas de acesso no site da empresa são:

Métricas e Indicadores de Publicidade On-line

São números que apontam o retorno que se obteve com o uso de mídias pagas (ex.: Facebook Ads e Google Adwords):

Concluindo, é importante lembrar que os KPIs (Key Performance Indicator, ou Indicadores Chave de Performance) compreendem os indicadores e métricas que foram citados, sendo os mais importantes dentro do Marketing Digital.